POR QUE O PORTAL ??

Este Blog retrata a difícil convivência com alguém que optou pelo caminho errado em busca do prazer da droga. Sofri sentindo os efeitos de uma doença tão perigosa quanto à dependência química: a Co-Dependência. Passei por muitos sofrimentos e vitórias. Por experiência própria vivida, sei exatamente quais os traços de comportamento, sinais da abstinência, como identificar um adicto por ter convivido tão de perto com este problema . Espero com isso poder levar ajuda a muita gente, transmitindo mais e mais informações sobre este assunto que em minha opinião é tão pouco divulgado.

NOVIDADE:


No menu acima acesse : "PROFISSIONAIS EM DEP. QUÍMICA" e tenha acesso a várias especialidades com todos seus contatos

"Saiba reconhecer alguns sinais do uso de drogas" - Rádio Estadão AM1290 - com Fabíola Pece

terça-feira

Overdose - O que é, suas causas e sintomas.

Overdose é um termo utilizado cientificamente para se denominar a exposição do organismo a grandes doses de uma substância química, seja ela um medicamento, uma droga ou outros, ocorrendo ou não a intoxicação, isto é, havendo ou não sinais e sintomas clínicos que debilitam o organismo, provocando a falência de órgãos vitais como coração e pulmões, podendo levar à morte, sendo uma das suas principais causas de morte entre dependentes químicos.

A overdose pode ser dividida entre acidental e provocada, fatal ou não, sendo difícil estabelecer um critério para cada uma dessas situações. Na maioria dos casos, ela ocorre quando o usuário busca maiores efeitos, perdendo o controle das doses, encaminhando-se às vezes acidentalmente e outras vezes consciente do risco que corre para quadros que poderão levá-lo à morte.

Causas

A metabolização, ( ou seja, a eliminação da droga ingerida) , geralmente é feita pelo fígado, onde serão decompostas em subprodutos menos tóxicos. Quando a ingestão for maior que a velocidade de metabolização, ocorrerá acúmulo das substâncias tóxicas (intoxicação) em níveis capazes de provocar parada cardiorrespiratória ou depressão total do sistema nervoso central, sendo fatal.

A dose para causar a overdose varia de uma droga a outra.

Como exemplo, podemos citar o álcool, que, ao atingir entre 0,4 e 0,5 por cento de concentração no sangue (o equivalente a 600 mililitros de uísque bebido num período igual ou inferior a 60 minutos), provoca o coma. Ao se ingerir entre 0,6 e 0,7 por cento (o equivalente a 750 mililitros, no mesmo período de tempo), todo o cérebro e a medula espinhal entram em depressão profunda, provocando paralisia do centro respiratório e, consequentemente, a morte.

Para a cocaína, a dose capaz de causar uma overdose seguida de parada cardíaca é de 1,2 gramas

Sintomas

Os efeitos variam de indivíduo para indivíduo devido a vários fatores, tais como:

·         Tipo de droga ingerida;
·         Quantidade;
·         Vias de administração;
·         Procedência da droga;
·         Constituição física e psicológica do usuário
·         Circunstâncias em que ocorre a overdose
Sintomas comuns são problemas respiratórios e perda de consciência. Muitas mortes por overdose poderiam ser evitadas se o indivíduo em crise por overdose recebesse socorro especial imediato. 

Nenhum comentário:

POSTS MAIS ANTIGOS

CADASTRE SEU E-MAIL