POR QUE O PORTAL ??

Este Blog retrata a difícil convivência com alguém que optou pelo caminho errado em busca do prazer da droga. Sofri sentindo os efeitos de uma doença tão perigosa quanto à dependência química: a Co-Dependência. Passei por muitos sofrimentos e vitórias. Por experiência própria vivida, sei exatamente quais os traços de comportamento, sinais da abstinência, como identificar um adicto por ter convivido tão de perto com este problema . Espero com isso poder levar ajuda a muita gente, transmitindo mais e mais informações sobre este assunto que em minha opinião é tão pouco divulgado.

NOVIDADE:


No menu acima acesse : "PROFISSIONAIS EM DEP. QUÍMICA" e tenha acesso a várias especialidades com todos seus contatos

"Saiba reconhecer alguns sinais do uso de drogas" - Rádio Estadão AM1290 - com Fabíola Pece

terça-feira

Orgulho X Humildade



 

O orgulho, logo de saída está exposto à compulsão e a obsessão da adicção, porque o orgulho não lhe permite pedir ajuda. É humilhante demais para sua auto-suficiência, para a sua mania de querer resolver tudo sozinha, vir a precisar de alguém.
O orgulhoso quando está carente ou sozinho, reconhece que precisa dos outros, porém não de igual para igual, o orgulhoso é um “Deus” precisa sim é de adoradores. O orgulhoso não se contenta em ser querido, precisa ser idolatrado. Não quer amigos, quer sim seguidores.
Se o orgulhoso não for idolatrado como um “Deus”, que está acima de tudo e todos fica logo indignado, se sentindo atacado: Como não fazem tudo que eu quero e na hora? E a tempo? Como podem querer na vida outras coisas além de mim?
Seu amor vale tanto que uma pitada dele deverá deixar o outro para sempre grato e preenchido.
O orgulhoso tem uma sensação de que tudo lhe é devido. Por mais que façam as coisas para ele não fazem mais do que a obrigação!
Consequência, o orgulhoso não se emociona por nada ou com ninguém. Não pode amar, nem despertar amor. Não pode dar ou sentir prazer. Fica condenado ao tédio.
A maior fonte dos ódios e frustrações, sentimentos perigosos para a doença da adicção, não são as realidades tantas vezes brutais da vida. Por incrível que pareça é o ORGULHO!
O sentir-se um “Deus” é a causa mais observada de infelicidade no adicto. Por quê? É simples, porque as coisas tendem a não acontecer da sua maneira, do seu jeito.
Se num primeiro momento o orgulho gera desgosto diante da contrariedade, em outro gera perda de auto-estima. O adicto se sente um “Deus” que não deu certo, um “Deus” fracassado, que não soube inspirar adoradores e seguidores. Qualquer deslize por parte de alguém torna o adicto um ninguém. Essa é a origem da perda da auto-estima e do complexo de inferioridade. É que no inconsciente, ele se exige ser uma “festa” permanentemente onde tudo está bem, perfeito, sem problemas, só alegria… Como ele não consegue concretizar isso, resultado: tenta reconquistar quimicamente.
Precisar de gente, mesmo nesta condição, é humilhante demais. Por isso prefere drogas e garrafas. Afinal drogas e garrafas não sendo gente, podem aproveitar ou usufruir a sua humilhante fraqueza de não ser “Deus”.
O orgulho não é a causa da doença da adicção , mas pelo fato da doença da adicção girar em torno de um círculo vicioso: Físico (compulsão), Mental (obsessão) e Espiritual (egocentrismo) podemos assim dizer que o orgulho e suas características o torna “Pai” dos defeitos de caráter, ajudando o adicto a persistir no uso ou levando-o para uma recaída.
Sendo assim temos que trabalhar nossas atitudes e comportamentos para um caminho oposto ao do orgulho, o caminho da HUMILDADE. Como grande aliado nesta tarefa temos o Programa dos 12 passos de Alcoólicos Anônimos e Narcóticos Anônimos, que por si só já apresenta uma demonstração de humildade pelo simples fato de ser sugerido e não imposto a ninguém.
O termo humildade vem de humos, palavra de origem latina que quer dizer terra fértil, rica em nutrientes e preparada para receber a semente. Assim, uma pessoa humilde está sempre disposta a aprender e deixar brotar no solo fértil da sua alma, a boa semente.
A verdadeira humildade é firme, segura, sóbria, e jamais compartilha com a falsidade.
Não é também sinônimo de pobreza, como muitos dizem: “Oh coitadinho é tão humilde que não tem onde morar. O infeliz é tão humilde que nem tem um prato de comida para saciar a fome.”
Humildade não significa ter de se humilhar, se rebaixar. É se impor e ser firme diante das adversidades, porém com generosidade. Humildade é isso, é força de caráter, é conhecimento intimo de seu potencial.
Ser humilde é ser caridoso sem se orgulhar, é ser misericordioso sem se humilhar. A humildade não se deixa levar pelos elogios. Todo sábio é humilde, porque sabe que só sabe pouco de muito que deveria saber.
Alguns exemplos talvez tornem mais claras as diferenças entre humildade e orgulho: quando, por exemplo, uma pessoa humilde comete erro, diz: “eu me equivoquei”, pois sua intenção é de aprender, de crescer. Mas quando uma pessoa orgulhosa comete um erro, diz: “não foi minha culpa”, porque se acha acima de qualquer suspeita.
Uma pessoa orgulhosa está sempre “muito ocupada” para fazer o que é necessário. A pessoa humilde enfrenta qualquer dificuldade para superar os problemas.
A pessoa orgulhosa dá desculpas, mas não dá conta das suas obrigações e pendências. Uma pessoa humilde se compromete e realiza.
Uma pessoa orgulhosa se acha perfeita. A pessoa humilde diz: “eu sou boa, porém não tão boa como eu gostaria de ser”.
A pessoa humilde respeita aqueles que lhe são superiores e trata de aprender algo com todos. O orgulhoso resiste àqueles que lhe são superiores e trata de pôr-lhes defeitos.
O humilde sempre faz algo mais, além de sua obrigação. O orgulhoso não colabora, e sempre diz: “eu faço meu trabalho”.
Uma pessoa humilde diz: “deve haver uma maneira melhor para fazer isto, e eu vou descobrir”.
A pessoa orgulhosa afirma: “sempre fiz assim e não vou mudar meu estilo”.
A pessoa humilde compartilha suas experiências com colegas e amigos, o orgulhoso as guarda para si mesmo, porque teme a concorrência.
A pessoa orgulhosa não aceita críticas, a humildade está sempre disposta a ouvir varias opiniões.
O orgulhoso diz que não existe nada no universo que ele desconheça, o humilde reverencia o universo, todos os dias, porque sabe que há muitas verdades que ainda desconhece.
Uma pessoa humilde defende as idéias que julgam ser nobres, sem se importar de quem elas venham. A pessoa orgulhosa defende sempre suas idéias, não porque acredite nelas, mas porque são suas.
Enfim, como se pode perceber, o ORGULHO é o que impede a evolução das criaturas, e a HUMILDADE é a chave que abre as portas do crescimento.
A maneira mais sábia de impedir que o ORGULHO prevaleça é prendendo ele nas grades fortes e sólidas da HUMILDADE.
Pense nisso:
Você sabe por que o mar é tão grande? Tão imenso? Tão poderoso?
É porque foi humilde o bastante para se colocar alguns centímetros abaixo de todos os rios.
Sabendo receber, tornou-se grande.
Se quisesse ser o primeiro, se quisesse ficar acima de todos os rios, não seria mar, seria uma ilha e certamente estaria isolado.”

Nenhum comentário:

POSTS MAIS ANTIGOS

CADASTRE SEU E-MAIL