POR QUE O PORTAL ??

Este Blog retrata a difícil convivência com alguém que optou pelo caminho errado em busca do prazer da droga. Sofri sentindo os efeitos de uma doença tão perigosa quanto à dependência química: a Co-Dependência. Passei por muitos sofrimentos e vitórias. Por experiência própria vivida, sei exatamente quais os traços de comportamento, sinais da abstinência, como identificar um adicto por ter convivido tão de perto com este problema . Espero com isso poder levar ajuda a muita gente, transmitindo mais e mais informações sobre este assunto que em minha opinião é tão pouco divulgado.

NOVIDADE:


No menu acima acesse : "PROFISSIONAIS EM DEP. QUÍMICA" e tenha acesso a várias especialidades com todos seus contatos

"Saiba reconhecer alguns sinais do uso de drogas" - Rádio Estadão AM1290 - com Fabíola Pece

segunda-feira

AUTO-SUFICIÊNCIA


Ser auto-suficiente significa não precisar de qualquer tipo de auxílio para suprir as necessidades de um indivíduo.
Significa que por si só ele é capaz de resolver quaisquer questões que lhe aparecem no decorrer da sua vida. 

Isto é uma fantasia, é uma irrealidade.
 Por natureza temos um instinto grupal, precisamos de outras pessoas que nos ajudem a resolver as necessidades. Deus nos fez assim, em nossa essência somos assim. Quem afirma que não precisa de ninguém para realizar-se poderia ser classificado como qualquer coisa, menos um ser humano.

A ilusão da auto-suficiência é fruto do orgulho e este, por sua vez, do sentimento de inferioridade. Talvez achemos que na nossa infância não recebemos a atenção e o carinho que esperávamos e a partir daí crescemos tentando mostrar para as outras pessoas que não precisávamos delas, que sabíamos nos virar sozinhos. Na verdade esse comportamento era uma forma indireta de chamar a atenção e pedir socorro. Pois é, mas fomos nos amadurecendo e nos tornamos tão rígidos que surgiu a necessidade de acreditarmos que era possível sermos auto-suficientes.

Com a dependência química isso se agravou severamente, pois se antes já vivíamos distantes das pessoas, a culpa e o medo que a adicção nos trouxe, afastou-nos mais ainda e nos tornamos pessoas ainda mais duras e ressentidas. O isolamento emocional cresceu dentro de nós e vestimos a capa de super-heróis para sobrevivermos. Esse é o motivo que impede que o dependente peça ajuda, pois seria assumir o velho pedido de socorro que não gostamos nem de pensar nele. É uma dor que evitamos o tempo todo. Na maioria das vezes a própria doença incumbe de levar-nos a pedir socorro, ou corremos o risco de morrer. O problema é que achamos que precisamos de ajuda para pararmos de usar, mas para as demais questões de nossa vida, poderemos resolver a nosso modo.

Adictos que pensam assim são aqueles que não conseguiram dar o Primeiro Passo por completo. Não aceitam que a dependência química invadiu todos os cantos de sua vida e não conseguem entrar em recuperação. Rendem-se diante da droga, mas não perante a sua maneira de comportar-se. Permanecem tentando ser o super-herói. O resultado é que a recuperação não vai acontecer e em pouco tempo irá recorrer ao uso das drogas para aliviar a tensão provocada pelo medo e pela raiva de si próprio.

Somente os adictos que aceitarem todo esse processo de destruição emocional e desenvolverem a capacidade de honestamente pedir ajuda e aceita-la conseguirão continuar neste programa. Pessoas auto-suficientes não precisam de um Poder Superior para ajudá-las e a recuperação torna-se totalmente inviável.

O caminho para a alegria de viver só poderá ser construído pela honestidade e pela humildade, pois de outras formas já tentamos e seus resultados foram os que nos trouxeram até aqui.

Um comentário:

Anônimo disse...

viadao vai dar esse rabo, seu filho da puta

POSTS MAIS ANTIGOS

CADASTRE SEU E-MAIL