POR QUE O PORTAL ??

Este Blog retrata a difícil convivência com alguém que optou pelo caminho errado em busca do prazer da droga. Sofri sentindo os efeitos de uma doença tão perigosa quanto à dependência química: a Co-Dependência. Passei por muitos sofrimentos e vitórias. Por experiência própria vivida, sei exatamente quais os traços de comportamento, sinais da abstinência, como identificar um adicto por ter convivido tão de perto com este problema . Espero com isso poder levar ajuda a muita gente, transmitindo mais e mais informações sobre este assunto que em minha opinião é tão pouco divulgado.

NOVIDADE: DEPOIMENTO

O PORTAL ESTÁ COM UM NOVO COLUNISTA COLABORADOR- "UM ADICTO EM RECUPERAÇÃO" RELATANDO SEU SOFRIMENTO EM NÃO ACEITAR A SUA ADICÇÃO E A RECUPERAÇÃO QUE VIVE HOJE .(postagens com fundo azul escuro)

"Saiba reconhecer alguns sinais do uso de drogas" - Rádio Estadão AM1290 - com Fabíola Pece

quarta-feira

AUTO-ESTIMA



A auto-estima é um estado psicológico-emocional de ser que rege nossa resposta a nossas experiências no mundo.
A verdadeira auto-estima não permite nem a inflação do ego nem a falsa humildade: é o estado de consciência equilibrado entre esses dois extremos; o estado equilibrado que alcança maturidade.
Um dos meios pelos quais podemos conhecer a nós mesmos, com relação à auto-estima; é meditando sobre três poderosos atributos do princípio espiritual do AMOR. O primeiro desses três atributos é PERDÃO. A barreira mais forte ao perdão é a culpa. Todos já sentimos culpa em alguma ocasião e sabemos que ela é, com freqüência, um poderoso estímulo ao auto-exame. Mas a culpa pode também ser uma emoção debilitante que venha solapar nossa autoconfiança. É importante lembrar que o auto-exame muitas vezes nos surpreende, revelando-nos nossas forças, assim como nossas fraquezas.
Quando ficamos perdidos em sentimentos de culpa, muitas vezes nos tornamos também defensivos e críticos dos outros. Assim tentamos trazer um senso de equilíbrio para a situação. Perdoar, tanto a nós mesmos quanto a outrem, pode ajudar a curar as feridas que todos trazemos como um aspecto natural da vida.
Ao meditar sobre o perdão, pense numa situação de sua vida que você ache intuitivamente que requer perdão. Talvez alguém lhe tenha feito alguma coisa que você ache que não pode ser perdoado, ou talvez, você ache que fez alguma coisa pela qual não pode se perdoar. Pode ser algo do presente ou do passado. Você pode saber intelectualmente que quer perdoar, mas é incapaz de mudar seus sentimentos ou seu comportamento.

3 comentários:

Anônimo disse...

Boa...Isso mesmo companheiro..Creio que perguntas e respostas com certeza trará luz ao assunto para adictos e familiares.

Anônimo disse...

Sou adicto e estou limpo a 26 anos.Graças a Deus, minha boa vontade e decisão e NA.Hoje sou psicopedagogo e Terapeuta além de professor de Filosofia.Realizo cursos em comunidades com objetivo de formar pessoas que desejam trabalhar na area.Tenho várias palestras direcionado para adictos e um livro escrito que em breve estará a vendas.
Hoje atendo nas casas, nas cidades, as pessoas que assim me procuram..
Abraços

fabiola pece disse...

Que bom, parabéns aos 2 companheiros acima, continuem assim. Sucesso.

POSTS MAIS ANTIGOS

CADASTRE SEU E-MAIL