POR QUE O PORTAL ??

Este Blog retrata a difícil convivência com alguém que optou pelo caminho errado em busca do prazer da droga. Sofri sentindo os efeitos de uma doença tão perigosa quanto à dependência química: a Co-Dependência. Passei por muitos sofrimentos e vitórias. Por experiência própria vivida, sei exatamente quais os traços de comportamento, sinais da abstinência, como identificar um adicto por ter convivido tão de perto com este problema . Espero com isso poder levar ajuda a muita gente, transmitindo mais e mais informações sobre este assunto que em minha opinião é tão pouco divulgado.

NOVIDADE: DEPOIMENTO

O PORTAL ESTÁ COM UM NOVO COLUNISTA COLABORADOR- "UM ADICTO EM RECUPERAÇÃO" RELATANDO SEU SOFRIMENTO EM NÃO ACEITAR A SUA ADICÇÃO E A RECUPERAÇÃO QUE VIVE HOJE .(postagens com fundo azul escuro)

"Saiba reconhecer alguns sinais do uso de drogas" - Rádio Estadão AM1290 - com Fabíola Pece

quinta-feira

AUTO CONTROLE


A dependência química é caracterizada pelo descontrole no uso de álcool e drogas, mas este descontrole alastrou-se para outras áreas de nossa vida.
Pensamos e agimos descontroladamente. Tínhamos relações impulsivas que nos traziam o tempo todas conseqüências inesperadas.
Em recuperação isto continuará acontecendo por um certo tempo pelo fato de nossa mente ainda estar confusa e perturbada. A própria síndrome de abstinência nos coloca numa condição mental desfavorável. É como se nesse momento nossa mente entrasse em curto circuito e parasse de funcionar. A recuperação mental é tão progressiva e lenta quanto a sua destruição pelo uso de drogas.
O autocontrole é uma condição muito desejada por nós, talvez por estarmos cansados de vivermos numa continua ansiedade. Se pudéssemos daríamos longas férias para a nossa cabeça, mas desta forma não é possível.
A obtenção do nosso controle emocional é uma meta a ser conquistada. Tanto é verdade que dentro dos princípios dos Doze Passos, ela esta localizada no Décimo passo. Nove passos antecedem esse momento e isso quer dizer que precisamos vivenciar algumas novas experiências e nos conhecermos com uma certa profundidade que permita desenvolvermos este autocontrole.
Apesar disto podemos começar a verificar alguns pontos críticos que são verdadeiros empecilhos na conquista do autocontrole. Em primeiro lugar podemos destacar a falta de auto-aceitação que é a reprodução da baixa auto-estima. Se não nos aceitarmos como somos é impossível criar condições de nos analisarmos. Ficaremos fugindo de nós o tempo todo. Outro aspecto a ser considerado é o comportamento exigente que trazemos conosco. A exigência é fruto também da falta de aceitação. Achamos que a vida foi por demais ingrata conosco e vivemos cobrando as pessoas por isso. Aliado a esse comportamento esta o ressentimento que guardamos não só das pessoas, mas também de nos próprios.
Isso confirma porque o autocontrole só poderá ser adquirido à partir do momento em que vivenciarmos de uma maneira positiva os Passos sugeridos na programação. Precisaremos ir nos reconstruindo e pouco a pouco e aprendendo a nos amar e nos respeitar.
Outro ponto muito importante ser analisado é o fato de não nos respeitarmos como seres humanos. Extrapolamos nossos limites achando que somos super-heróis imortais. Nos alimentamos mal, dormimos mal, exageramos na busca do prazer através do sexo e da obtenção de conforto material, nos permitimos viver momentos intensos de raiva, ansiedade e depressão, sem tomarmos atitudes para combater essa descompensação. Parece que gostamos de viver mal. E isso se justifica. Quando usávamos vivíamos mal e nos drogávamos. Hoje não podemos nos drogar, porem vivemos um certo saudosismo com relação às drogas passando por momentos parecidos com os da ativa. É um prazer mórbido uma verdadeira falta de aceitação.
Somente quando aprendemos a respeitar nossos próprios limites é que poderemos respeitar os limites do próximo. Antes que isso aconteça, vivemos confundindo nosso comportamento "bondoso" com nosso próprio egoísmo. Pense nisso!

Nenhum comentário:

POSTS MAIS ANTIGOS

CADASTRE SEU E-MAIL