POR QUE O PORTAL ??

Este Blog retrata a difícil convivência com alguém que optou pelo caminho errado em busca do prazer da droga. Sofri sentindo os efeitos de uma doença tão perigosa quanto à dependência química: a Co-Dependência. Passei por muitos sofrimentos e vitórias. Por experiência própria vivida, sei exatamente quais os traços de comportamento, sinais da abstinência, como identificar um adicto por ter convivido tão de perto com este problema . Espero com isso poder levar ajuda a muita gente, transmitindo mais e mais informações sobre este assunto que em minha opinião é tão pouco divulgado.

NOVIDADE: DEPOIMENTO

O PORTAL ESTÁ COM UM NOVO COLUNISTA COLABORADOR- "UM ADICTO EM RECUPERAÇÃO" RELATANDO SEU SOFRIMENTO EM NÃO ACEITAR A SUA ADICÇÃO E A RECUPERAÇÃO QUE VIVE HOJE .(postagens com fundo azul escuro)

"Saiba reconhecer alguns sinais do uso de drogas" - Rádio Estadão AM1290 - com Fabíola Pece

terça-feira

Como parar de usar drogas?


Pessoas viciadas em drogas geralmente reconhecem que é muito difícil parar de usar. Uma das principais formas de combater a adicção é combatendo a fissura.

Fissura, aqueles desejos fortes, são parte da condição humana. Nosso cérebro são configurados para apreciar e buscar recompensas naturais como comida e sexo por causa de seus valores fundamentais para a sobrevivência.
Drogas usadas por pessoas adictas ativam os mesmos circuitos que motivam o comportamento sexual e busca por comida. Sinais, chamados de pistas, podem ser visões, sons, cheiros ou pensamentos, ativam os sistemas cerebrais dizendo “vai!”, criando a fissura. A fissura por álcool ou outras drogas podem ser até mais fortes do que aqueles para comida ou sexo.
Gerenciar a fissura associada a comida, sexo e drogas é a responsabilidade do sistema inibidor cerebral que diz “pare!” Pesquisas mostram que algumas pessoas têm melhores sistemas de “pare”, melhores “freios” que outras. Indivíduos com freios fracos podem ter muito mais dificuldade de gerenciar fissuras, colocando-se em risco crescente de ficar viciados ou de ter recaídas. Exposição a drogas pode enfraquecer o sistema de freio cerebral.
Fissuras podem ter seu início inconscientemente. Pesquisas recentes com imagens do cérebro mostram que sinais sugerindo drogas ou sexo tão rápidos quanto 33 milisegundos podem ativar o circuito cerebral “vai!” mesmo sem a pessoa ter consciência dos sinais.
Além da fissura induzida pelos sinais, desejo pode também ser abastecido por:
  • uma pequena amostra da droga, comida, atividade ou recompensa. Este é o chamado efeito “amendoim torrado” ou efeito “salgadinho”, onde provar um pouco às vezes leva a muito mais, geralmente é impossível comer um só.
  • o desejo de evitar os efeitos negativos, como a sensação ruim quando o efeito passa, o estado emocional negativo. Muitas pessoas com adicção têm transtornos de temperamento recorrentes, como ansiedade e depressão. Estes estados de espírito podem se tornar ativadores de fissura por droga e comida, aumentando o risco de recaída.
Cinco coisas para fazer a respeito da fissura
Quando você estiver na fissura:
1.     Tente ver a fissura de uma forma simples. Ter fissura não quer dizer que você está sem motivação, ou que você está fadado a ter recaída.
2.     Aprender sobre os estímulos da sua fissura, e como gerenciá-los, vai ser uma parte importante do seu processo de recuperação à adicção.
3.     Tente estratégias comportamentais anti-fissura, como o contrato de 5 minutos: faça um contrato com você mesmo de não agir no desejo pelos próximos 5 minutos, e enquanto isso se ocupe em uma atividade que te distraia. Muitos desejos são de vida curta, você vai ver que eles se enfraquecem se você conseguir enganá-los durante os primeiros 5 minutos.
4.     Recorrer ao trabalho de um profissional treinado pode ser necessário para implementar com sucesso qualquer uma de várias técnicas comportamentais que podem ser de grande ajuda para evitar fissuras. Manuais de tratamento detalham estas estratégias.
5.     Considere tomar medicamentos anti-fissura. O desejo pode surgir rapidamente e parecer pesado demais, tornando difícil usar as estratégias comportamentais anti-fissura, mesmo as que você saiba muito bem. Medicamentos anti-fissura podem te dar chances melhores de usar estas ferramentas que você aprendeu.
Stress e vício produzem as mesmas mudanças no sistema cerebral e estão intimamente relacionadas. Estudos com animais mostram que as mudanças no cérebro associadas com experiências estressantes estão também associadas com uma maior sensibilidade aos efeitos de drogas. Para pessoas que têm vícios, experiências estressantes na vida como divórcio, perda de emprego e conflitos são geralmente associadas a fissuras e recaídas. Além disso, pessoas com adicção geralmente têm estratégias de superação fracas e caem nas drogas para aliviar o stress. Enquanto é impossível retirar todo o stress da vida de alguém com adicção, ensinar técnicas de superação e tratar distúrbios relacionados com o stress é um fator importante para a recuperação de dependências.

Nenhum comentário:

POSTS MAIS ANTIGOS

CADASTRE SEU E-MAIL