POR QUE O PORTAL ??

Este Blog retrata a difícil convivência com alguém que optou pelo caminho errado em busca do prazer da droga. Sofri sentindo os efeitos de uma doença tão perigosa quanto à dependência química: a Co-Dependência. Passei por muitos sofrimentos e vitórias. Por experiência própria vivida, sei exatamente quais os traços de comportamento, sinais da abstinência, como identificar um adicto por ter convivido tão de perto com este problema . Espero com isso poder levar ajuda a muita gente, transmitindo mais e mais informações sobre este assunto que em minha opinião é tão pouco divulgado.

NOVIDADE:


No menu acima acesse : "PROFISSIONAIS EM DEP. QUÍMICA" e tenha acesso a várias especialidades com todos seus contatos

"Saiba reconhecer alguns sinais do uso de drogas" - Rádio Estadão AM1290 - com Fabíola Pece

sexta-feira

"A adicção gera um sofrimento silencioso"

"Minha adicção além de gerar um sofrimento silencioso", em todas as vezes e em todos os meus comportamentos, eu era manipulado pela doença sem ter a menor idéia de que este comportamento tão simples e inocente fosse me levar há lugares e situações de tamanho desespero, eu achava que eu seria ao crescer uma pessoa normal, com uma vida normal, com amigos normais, e viveria em uma sociedade normal mas minha decisões além da pouca experiência de vida, eram todas tomadas com base em um vazio que sequer eu sabia que existia, os resultados dos atos na verdade era a última coisa que importava, pra mim naquela hora o que realmente era importante era o quanto da atenção de todos que me rodeavam eu fosse conseguir, mesmo sendo apenas a atenção dos meus pais, ou dos meus amigos mais próximos , familiares, não importava o que eles diziam, não importava o que eles achavam mas sim que estavam falando de mim, na verdade "o que" estavam falando era o que menos importava naquelas horas, mas sim o que eu mais dava importância era "eles estarem falando de mim", mas conforme o tempo vai passando e você começa a amadurecer, começa a perceber que o que as pessoas mais experientes falam de você tem muito mais importância do que parece, mas onde ficava a minha doença???, aquela que nesta época não sabia que existia, que sequer imaginava que afetasse tanto assim os meus comportamentos, esta narrativa certamente é de uma época em que tinha uns 10 ou 11 anos, época na qual eu já sentia um isolamento e angustia de "ter" que "ser" muito melhor do que eu era, mas isto fica para amanhã, na nova postagem. obrigado a todos pela atenção.

DCAF

Nenhum comentário:

POSTS MAIS ANTIGOS

CADASTRE SEU E-MAIL